Poema: "Sem o Seu Amor"

Sem o Seu Amor

Chamei por seu nome,
Gritei por você,
Uma vez, duas, três... 
E tudo que eu pude ouvir,
Foi o eco da minha voz.

Chamei por seu nome,
Gritei por você,
Uma vez, duas, três...
E continuo chamando,
E continuo gritando...


As lágrimas inevitáveis
Começam a molhar meus olhos,
Meus lábios, meu rosto, minha alma,
Meu corpo trêmulo de medo.
Medo de estar só,
Medo de sofrer,
Medo de esquecer...

Então clamo por socorro,
Chamo por você,
De novo... de novo...
E continuo chamando...
E continuo gritando...

Até o dia
em que não haverá mais ecos,
Até o dia
em que não haverá mais voz,
Até o dia
em que não haverá mais vida.

(Juliana G. Souza, 2008)

8 comentários:

  1. Uaauu!! Super profundo. Tipo "desistir, nunca; a esperança é a última que morre"

    Parabens!
    Bjokas
    Flavia - www.livrosechocolate.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que deu pra entender rsrs!
      Obrigada Flah...

      Excluir
  2. Uau, maravilhoso, você é muito talentosa ^^

    http://ogato-leitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. https://www.facebook.com/edineia.dasilvaalmeida18 de outubro de 2012 20:47

    Muitooo LindO! Eu me emocionei ao ler esse lindo poema, e o legal é q eu nem curto ler, mas é impossivel ler esse poema e nao gostar.

    Parabéns, e continue postando, pq vc arrasou!!!!

    ResponderExcluir

Não deixe de dar sua opinião sobre o post.
Adoro saber o que vocês estão achando.
Prometo responder sempre que possível.
Beijinhos!!!


Delírios Lúcidos - 2013. Todos os direitos reservados - Design by Flavia Penido.
Tecnologia do Blogger.

Delírios Lúcidos